Notícias Acontece

Novo modelo de gestão na Polícia Militar contribui para a redução da criminalidade no Estado

Acontece na ACIC

Data 10/07/2018 Texto ACIC Compartilhe
fotos palestra

A Associação Empresarial de Criciúma (Acic) recebeu na noite desta segunda-feira, 09, a palestra com o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior. Com o tema “Estratégias de Segurança Pública para o Estado de Santa Catarina”, o coronel destacou o novo modelo de gestão da Polícia Militar, focado em inovação, aproximação com o cidadão e busca de resultados.


“A polícia fez a opção de não ficar se lamentando por conta da falta de efetivo e investiu num modelo de gestão de enfrentar o problema. Trabalhamos com um modelo de gestão que valoriza a consciência situacional, provocando efeito na redução da criminalidade. Para isso, investimos em sistemas de controle de ocorrências para garantir que tenhamos no Estado um mapa preciso da criminalidade, onde ela acontece, qual sua característica, acompanhamento de indicadores, possibilitando colocar o policial no lugar certo e na hora certa”, explica o comandante-geral. “Tudo isso foi possível com o auxílio da tecnologia, que torna a nossa polícia diferenciada com relação as demais do país. Somos a primeira polícia totalmente digital. Por meio do Projeto PMSC Mobile, cada policial tem acesso a um tablet e pode realizar consultas a banco de dados, ocorrências e boletins digitais, diminuindo tempo e criando um banco de dados mais completo”, detalha.


Conforme o coronel Araújo Gomes, todas essas medidas possibilitaram a melhoria na capacidade de repressão da polícia. “Em Criciúma, especialmente, tivemos reflexo na melhoria da interação e fortalecimento das ações preventivas como a Rede de Vizinhos”, acrescenta.


Redução dos homicídios

Desde a implantação da nova gestão, o número de homicídios tem reduzido no Estado. “Já conseguimos reduzir 102 homicídios, um percentual de 18%, em todo o Estado, se comparado com o mesmo período do ano passado. As maiores quedas ocorreram nas cidades de Florianópolis e Joinville. Também tivemos queda em Criciúma, que tem se mantido num patamar baixo. Vínhamos com um crescimento sucessivo de homicídios nos últimos três anos em Santa Catarina de 16%”, destaca.


Ainda de acordo com coronel Araújo Gomes, dentro das ações de inovação está em fase de estudos o projeto de câmeras individuais, que possibilitará aos policiais filmarem interações com o cidadão, melhorando a qualidade das provas à Justiça. “Estamos criando um Estado onde o crime organizado percebe a dificuldade de se instalar”, conclui.


Bandeira da segurança pública

O presidente da Acic, Moacir Dagostin, reforçou a preocupação e o empenho da entidade quanto o assunto é segurança pública e também parabenizou o trabalho que vem sendo realizado pelo comando da Polícia Militar do Estado.


Entre as prioridades elencadas pela Acic para o Projeto Voz Única para as eleições 2018, desenvolvido pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), está a atuação na melhoria do sistema de segurança. Nos últimos quatro anos, a segurança pública tem sido uma forte bandeira da associação empresarial. A entidade promoveu uma série de ações e articulações, mobilizando várias entidades e a comunidade para apoiar as polícias Civil e Militar, com o intuito de unir forças no combate aos problemas de insegurança enfrentados pela sociedade de Criciúma.


O evento contou com a presença do comandante da 6ª Região de Polícia Militar, coronel Cosme Manique Barreto; do comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), do tenente-coronel Evandro Fraga, de policiais militares da região, de representantes da Polícia Civil, do secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), João Fabris, do presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Helio Cesa, de diversos representantes de entidades e da classe empresarial.


Deize Felisberto
Assessoria de Imprensa da Acic