Notícias Acontece

Governador do Estado autoriza recursos para a implementação do Centro de Inovação

Acontece na ACIC

Data 24/05/2019 Texto ACIC Compartilhe
Governador do Estado autoriza recursos para a implementação do Centro de Inovação

A implementação do Centro de Inovação de Criciúma, uma das principais bandeiras levantadas pela Associação Empresarial de Criciúma (Acic), finalmente receberá os recursos para sua concretização. O Governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés, confirmou o investimento de cerca de R$ 6 milhões para o projeto na manhã desta sexta-feira, 24, na sede da associação empresarial, durante a realização do Fórum Parlamentar Catarinense.
 

“Essa é uma área que gera emprego, renda, desenvolvimento, soluções de problemas para empresas. É riquíssimo o potencial do Estado na área de inovação, estamos nos transformando num polo brasileiro do setor e o Governo do Estado não pode ficar fora disso”, destaca o governador do Estado, Carlos Moisés.


O presidente da Acic, Moacir Dagostin, destaca a união de forças para a concretização desta bandeira. “A união de toda a bancada do Sul, das entidades, do Comitê de Implementação do Centro de Inovação e da prefeitura fizeram com que essa importante demanda comece a sair do papel. Foi uma grande luta, inúmeras viagens a capital do Estado e tivemos garantido então agora os recursos para que possamos terminar esse prédio que a Unesc colocou à disposição para o projeto do centro. O governador deve agora encaminhar esta autorização assinada hoje para a Secretaria da Fazenda,” ressalta o presidente.
 

O presidente do Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Criciúma, Mario Gaidzinski, também diretor da Acic, reforça a importância do atendimento a esta demanda. “Este momento é um marco para o desenvolvimento da cidade. Importante ressaltar que esta articulação está sendo feita há muitos anos e agora de fato sai do papel. Este recurso será descentralizado para a Unesc e a, partir disso, faremos uma concessão para o Comitê onde vamos estruturar como fazer a gestão do espaço, o colocando na mão de profissionais da área para tocar o dia a dia operacional”, ressalta o presidente do Comitê. “O Centro de Inovação irá gerar valor econômico para a região Sul onde iremos ter diversas startups, empresas incubadas, será uma entidade viva”, completa.
 

Para a reitora da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Luciane Ceretta, a liberação para a implementação do Centro de Inovação oferecerá um novo ciclo para a cidade. “Teremos a implantação de novos negócios e reforço aos já existentes, geração de renda e de novas ideias, e mobilização de forças vivas envolvidas com o Centro de Inovação”, observa.
 

O Centro de Inovação ficará localizado em um prédio cedido pela Unesc no Centro de Criciúma.

Plano de Desenvolvimento do Sul

O Governo do Estado protocolou ainda um documento solicitando à diretoria de portos em Brasília a liberação para que Porto de Imbituba possa contratar uma empresa para elaborar o Plano de Desenvolvimento do Sul. A elaboração e divulgação do Plano de Desenvolvimento do Sul envolve o montante de R$ 2 milhões.


Fórum Parlamentar e entidades entregam
demandas do Sul ao governador

O Fórum Parlamentar reuniu a Bancada do Sul, formada pelos deputados estaduais e federais, e representantes políticos dos 45 municípios da região carbonífera, do Vale do Araranguá e da região de Laguna, e ainda contou com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.


O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), o deputado Júlio Garcia, entrou ao Governador do Estado, um documento reunindo reivindicações do setor produtivo, lideranças políticas e comunidade de toda a região Sul. Entre as demandas da região carbonífera estão a reabilitação da pavimentação da Rodovia Jorge Lacerda – Acesso Sul Criciúma; conclusão da rodovia Jacob Westrup e a conclusão das obras de pavimentação da rodovia SC-442 e o ainda o Centro de Inovação.


“Com essas reivindicações nos condensamos as necessidades de toda a região Sul e passamos ao governador para que todas as lideranças tenham conhecimento e vamos trabalhando uma a uma. O Centro de Inovação já foi uma das demandas vencidas”, ressalta Garcia.


As associações de município e as entidades empresariais também entregaram um documento à bancada federal catarinense com demandas de toda a região Sul.


Pauta Legislativa

- Novo Pacto Federativo;

- Aumento no repasse do FPM aos municípios;

- Votação do PL 461/2017, que o Imposto sobre Serviços – ISS de cartões de crédito/débito, planos de saúde e leasing, seja recolhido no município do tomador do serviço;

- Votação no Supremo Tribunal Federal (STF) da liminar que impede a vigência da Lei 12.734/2012, que distribui os royalties de petróleo e gás entre Estados e Municípios;

- Transferências de recursos do OGU e de Emendas Parlamentares através de “Fundo a Fundo”.

- Prorrogação do prazo de elaboração dos Planos Municipais de mobilidade urbana (lei Nº 12.587/2012).

- Legislação de apoio à indústria com eliminação de encargos setoriais e cortes na carga tributária;

- Política industrial, incluindo o Plano de Modernização do parque termoelétrico à carvão.

- Acompanhamento das proposições que impactam negativamente no setor plástico;

- Reforma Tributária;

- Reforma Política.

 

Saúde

- Atualização dos valores dos procedimentos constantes da TABELA SIGTAP;

- Revisão do teto da Média e Alta Complexidade (Teto MAC) dos municípios;

- Aplicação das Emendas Parlamentares Coletivas na Média e Alta Complexidade, atendendo as demandas de cirurgias eletivas, consultas especializadas e procedimentos;

- Revisão nos critérios de inclusão dos municípios no Programa Mais Médicos, com publicação de um novo Edital;

- Recursos do OGU para o saneamento básico.

 

Saúde e Segurança Pública

- Aquisição de um helicóptero para o SAER/Criciúma para o atendimento aeromédico.

 

Educação

- Com relação às instituições públicas federais:

•IFSC Araranguá: Infraestrutura energética e implantação de usina fotovoltaica;

•IFSC Criciúma: Infraestrutura urbana e de mobilidade no entorno do campus;

•IFSC Tubarão: Construção de Biblioteca Tecnológica;

•IFSC Sombrio: Mudança no status de “Campus Avançado” para “Campus”, o que proporcionará maior autonomia e investimentos;

•UFSC campus de Araranguá: Conclusão das obras para implantação do curso de Medicina.

Com relação às Universidades Comunitárias:

•Compra de vagas nas universidades comunitárias por parte do Governo Federal;

•Flexibilização das normas do FIES em relação ao Fundo Garantidor;

•Reconhecimento das IES Comunitárias pela AGU;

•Orçamento para a Ciência e Tecnologia;

•Fomento de programas de bolsas de estudo para pós-graduação stricto sensu;

•Lei do PROIES – correção pelo INPC e não pela Selic;

•Inclusão dos alunos do EAD no PROIES;

•Prorrogação do prazo de pagamento da dívida do PROIES de 15 para 20 anos.

Assistência Social

- Atualização do repasse dos recursos do cofinanciamento, responsabilidade da União.

 

Infraestrutura

- BR 101 – Conclusão do Anel de Contorno Viário da Grande Florianópolis;

- BR 101 – Concessão do trecho Sul nos mesmos critérios do trecho Norte (distância entre as praças e tarifas);

- Aeroporto Regional de Jaguaruna – Implantação de Terminal de Cargas e ampliação de novas linhas (empresas e destinos);

- Conclusão das obras da Serra da Rocinha;

- Implantação de ferrovias integradas aos portos catarinenses;

- Inclusão no OGU/2020 de recursos para construção da Barragem do Rio Salto.

 

Plano Desenvolvimento do Sul

- Intervenção do Fórum Parlamentar junto à Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários pela aprovação da participação do Porto de Imbituba no processo de elaboração de um Plano de Desenvolvimento do Sul.

 

Conjuntura Política e Econômica

- Apelo das entidades empresariais por medidas urgentes de retomada da economia, garantindo os níveis de produção, emprego e renda, frente à retração econômica vivida nos últimos meses.

Deize Felisberto
Assessoria de Imprensa da Acic