Notícias Acontece

Grupo de trabalho é formado para fomentar o turismo

Acontece na ACIC

Data 26/11/2019 Texto ACIC Compartilhe
Grupo de trabalho é formado para fomentar o turismo

Uma das promotoras do evento, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic) sediou nesta terça-feira, 26, o Seminário de Turismo de Criciúma, realizado também pela Via Gastronômica e pelo Programa Empreender, da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), que contou com o apoio da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) e do Convention & Visitors Bureau (Emtursul). Na pauta, o fomento ao turismo, fortalecendo na região esse importante setor da economia.


“Precisamos nos unir, para crescermos juntos, consolidando o turismo em Criciúma e região. Estamos brigando por infraestrutura, para atrair novos investimentos e empreendedores também neste setor. Contem com o apoio da Acic”, declarou o presidente da Associação Empresarial, Moacir Dagostin, ao abrir o evento.


O principal encaminhamento do encontro foi a criação de um grupo de trabalho, envolvendo representantes da classe empresarial, poder público, instituições de ensino e sociedade civil organizada, para debater e empreender ações que possam desenvolver o setor em Criciúma e, consequentemente, na região.


“É um grupo de trabalho multidisciplinar, envolvendo todos esses atores, capitaneados pela Via Gastronômica da Acic. É uma união de todos para que o Plano Municipal de Turismo seja executado”, explica a consultora regional da Facisc, Mariane Bergmann.


Impacto na economia

Considerado um viés de desenvolvimento econômico muito forte, a avaliação é de que o setor tem potencial para crescer e se consolidar em Criciúma. Entretanto, algumas medidas são necessárias para fomentá-lo – e isso passa obrigatoriamente pela organização, sobretudo por segmentos que estão diretamente ligados ao turismo.


“A Via Gastronômica surgiu com o objetivo de fomentar, padronizar, dar excelência, qualidade à gastronomia em Criciúma. As ações têm dado resultados muito positivos, mas o turismo não envolve só alimentação”, lembra Valsi Mazzetto, presidente da Via Gastronômica e do Sindicato dos Restaurantes, Bares, Hotéis e Similares do Sul Catarinense.


Recursos

Conforme o diretor de Turismo da FCC, Ismail Ahmad Ismail, o município precisou se adequar às demandas do Ministério do Turismo, para pleitear recursos federais para essa área. Umas das ações foi reativar o Conselho Municipal e outra é a reativação do Fundo Municipal do Turismo, em andamento, o último item que falta para, a partir de 2020, buscar subvenções específicas.


“Nós trabalhamos com a estimativa de que Criciúma recebe 50 mil visitantes/mês e cerca de 20 mil pernoitam na cidade. Temos 14 pontos turísticos”, informou Ismail, ao explicar a importância de possuir um Plano Municipal de Turismo, entregue oficialmente em junho deste ano.


A partir de um diagnóstico sobre o setor, foi elaborado um plano de ação para o desenvolvimento do turismo, com metas a curto, médio e longo prazos. O objetivo é tornar Criciúma, reconhecidamente, uma cidade turística na região Sul catarinense até 2022.


Durante o seminário, o presidente do Convention & Visitors Bureau, Willi Backes, expôs as ações realizadas e as que estão programadas para o próximo ano em Criciúma e região pelo Emtursul. Também foi apresentado o case da Associação Neoveneziana de Turismo (ANET).


Próximo encontro

Pensar e agir em conjunto são os desafios do grupo de trabalho, que além de um documento para nortear as ações, o Plano Municipal de Turismo, também já tem um parceiro à disposição: o Sebrae se propôs a apoiar através de parceria.


Falta ainda definir qual o projeto a ser trabalhado, o nicho a ser explorado e as primeiras ações. Essa será a pauta para o próximo encontro, marcado para o dia 4 de fevereiro de 2020.


Texto: Andréia Limas
Deize Felisberto
Assessoria de Imprensa da Acic