Publicações A ACIC - Pronunciamentos do Presidente

Artigo Publicado Diário Catarinense - Educação Via Web

Pronunciamentos do Presidente
Publicações

Data 14/12/2016 Texto ACIC Compartilhe
Artigo Publicado Diário Catarinense - Educação Via Web

Matéria publicada nesse mês de novembro em jornal de circulação nacional, falava da inauguração de uma universidade nos Estados Unidos, mais precisamente no Vale do Silício, na Califórnia, que aboliu a figura do professor. A exemplo da unidade de Paris, criada em 2013, incentiva o conhecimento por meio de desenvolvimento de projetos específicos, utilizando a internet como fonte principal de informações, cujo trabalho colaborativo dos estudantes determina a avaliação dos resultados obtidos e a performance individual dos participantes. No final do curso, um simples certificado habilita o portador à uma colocação profissional ou montar sua própria empresa. Considerando os aspectos sociais e culturais de nosso país, acho que tal modelo não se adequa, ainda, à realidade na qual o professor desempenha papel central na transferência do conhecimento. Entretanto, a ruptura deste paradigma indica que devemos estar atentos à revolução que está acontecendo no segmento da educação e, principalmente, avaliar se o modelo vigente na maioria de nossas universidades, que torna o estudante um receptor passivo do conhecimento, está atendendo plenamente os requisitos de um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e moderno. O conhecimento restrito a uma pessoa ou a um espaço foi brilhantemente exposto por Umberto Eco no seu memorável livro O Nome da Rosa, retratado na idade média, porém, como reflexo dos novos tempos em que qualquer assunto está fartamente disponível na internet de forma gratuita, continuamos com nosso modelo de formação baseada ainda em grade curricular pré-estabelecida, salas de aula que nada diferem àquelas frequentadas por nossos antepassados e um professor que se esforça em reproduzir a mesma aula à um grupo heterogêneo de jovens. Por sua infinitude, a educação via web proporciona ao aluno expandir seu horizonte de conhecimento, sem restrição geográfica e de língua, na exata medida de seu interesse e, se isso lhe oferecer prazer, a especialização tão requisitada atualmente, acontecerá continua e naturalmente. Nesse sistema, a indispensável calibração do conhecimento caberia ao professor, redefinindo sua função às atividades que favoreçam ao aluno encontrar com suas próprias forças as soluções dos problemas. Exatamente como espera-se de sua atuação no ambiente corporativo.