Publicações A ACIC - Pronunciamentos do Presidente

Desafios para este ano

Pronunciamentos do Presidente
Publicações

Data 20/02/2018 Texto ACIC Compartilhe
Desafios para este ano

Moacir Dagostin
Presidente da Associação Empresarial de Criciúma


Início de ano, empresas e instituições preparam-se para mais uma jornada, estipulando novas metas com base na avaliação dos resultados obtidos. Por sua singularidade econômica, cuja melhora dos indicadores trabalhamos e torcemos, e política, com as eleições presidencial e legislativa de outubro, 2018 exige dos novos projetos uma dose extra de ousadia.


Nesse cenário, a dimensão da honra em assumir a presidência da Associação Empresarial de Criciúma-ACIC, é proporcional a responsabilidade inerente a função, pela relevância que a entidade conquistou sob os cuidados dos meus antecessores. Por força de sua representatividade, um dos maiores desafios da ACIC nesse ano, é continuar atuando e orientando a classe empresarial às mudanças preconizadas pela nova economia. Nela, inovação e qualificação deixaram a condição de diferencial para pré-requisito de permanência no mercado.

A reivindicação de obras estruturantes e o fomento da educação, sábias bandeiras defendidas em gestões anteriores, imprescindíveis ao desenvolvimento econômico e social, constituirão, junto com o suporte aos associados, o tripé central de nossa atuação. Ainda sobre educação, maior entrave do país, vamos aprofundar o debate e implementar ações para destacar o professor, personagem central no processo de transmissão do conhecimento. Constato essa condição com alguma propriedade.

Paralelo a atividade empresarial, por um bom tempo, lecionei como professor universitário. Período prazeroso e rico, em que pude observar quão fecunda é a troca de experiências e como a sociedade é influenciada por uma educação de qualidade. Sendo este o fim que permeia a missão da ACIC, vamos propor ações para valorizar o professor. Embora sejam inúmeros os desafios que o ano nos reserva, conto com a experiência pretérita como membro do conselho superior da entidade para, com o apoio da competente diretoria que divide comigo a responsabilidade da atual gestão, superá-los em prol da região e, consequentemente, do Brasil que desejamos e merecemos.


Artigo publicado no Diário Catarinense em 20 de fevereiro de 2018.